quarta-feira, 15 de Outubro de 2014

Resenha Literária #11: Primavera Eterna

Sem comentários:




Autor:  Paula Abreu
Editora: Arqueiro
Páginas: 124


Maia é uma jovem publicitária bem-sucedida. Tem um emprego estável, um namoro estável, uma vidinha estável. Até demais. Certo dia, tentando imaginar como seria sua vida no futuro, o casamento, os filhos, visualiza duas crianças loirinhas correndo... Loirinhas? Então ela se dá conta de onde vem aquela cor de cabelos: Diogo, o menino por quem se apaixonou à primeira vista aos 12 anos, numa cidadezinha do interior, onde costumava passar os fins de semana com a família. Acontece que ele se mudou para os Estados Unidos há mais de dez anos, e a essa altura da vida, já nem deve se lembrar mais dela.

Mesmo assim, num impulso, Maia pede férias na agência, inventa uma viagem de trabalho como desculpa para o namorado e vai para Nova York, atrás do seu primeiro amor. Primavera Eterna é a história de uma jovem cheia de sonhos esquecidos, que ousa arriscar tudo o que tem e acaba encontrando a si mesma


Maia é uma jovem publicitária em termos bem sucedida, que leva à vida normal demais. Namorado, casa, trabalho e a mesma rotina de sempre. Até que isso cansa e levada por seus pensamentos ela resolve simplesmente mudar. Até que um menino que fez parte da sua infância vem a tona e ela percebe que era isso que estava faltando, a presença dele, do Diogo.

 Quando pequena, Maia, se via indo e voltando da cidade grande para o interior do Rio de Janeiro e foi exatamente lá, enquanto ia para seu casarão que o viu pela primeira vez. Um menino muito louro, escondido entre as árvores e que logo despertou nela algo que ela não sabia exatamente o que era. Mais para frente quando ela enfim descobre esse sentimento, Diogo precisa se mudar para os EUA com sua família, sem ter tempo para despedidas. E por isso, com Maia já crescida e com emprego estável que ela decide procurar o primeiro amor da sua vida.

Sabe aqueles livros que dão lição de moral? Esse é um deles. No início achei Maia meio ingênua. Como uma pessoa pode largar toda sua "vida", pedir férias sem mais nem menos e ir atrás de uma paixonite de 13 anos atrás?  Daí entendi que para que nossa vida tome um certo rumo, nós precisamos arriscar. As respostas sempre terão duas palavras: Sim e não, e cabe a nós saber qual delas vai fazer parte do nosso futuro.

Paula Abreu, foi feliz neste livro. Apesar de ainda não ter lido seu primeiro, gostei demais de Primavera Eterna. Não dei 5 estrelas pelo fato de que eu gosto demais de livros com bastante narrativa, e este é um tipo de livro mais neutro e pensativo. Mas, recomendo mesmo assim. É uma boa leitura!



terça-feira, 14 de Outubro de 2014

Resenha Literária #10: O Resgate

Sem comentários:




Autor:  Nicholas Sparks 
Editora: Arqueiro
Páginas: 320



Sinopse: Confrontado com situações de extremo perigo, Taylor McAden, bombeiro voluntário, expõe-se até ao limiar do perigo. Denise é uma jovem mãe solteira, cujo filho de cinco anos sofre de um inexplicável atraso de desenvolvimento e a quem ela devota a sua vida numa tentativa de o ajudar. Mas o caso vai aproximar estes seres. Numa noite de tremendo temporal, Denise sofre um acidente de automóvel e é Taylor quem vem socorrê-la. Embora muito ferida, a jovem depressa toma consciência de que o filho já não se encontra na sua cadeirinha do banco traseiro. Taylor irá até ao fim de uma angustiante noite de buscas para o encontrar. Foram tecidas as primeiras malhas que os irão unir - o pequeno Kyle desabrocha ao calor da ternura daquele homem. Denise abandona-se à alegria de um amor nascente. Mas Taylor tem em si cicatrizes antigas, que o não deixam manter compromissos de longa duração. Nicholas Sparks, esse talentoso contador de histórias, intervém com a sua magia redentora e a sua inigualável capacidade de aprofundar a complexidade das relações e dos afetos. 

Por mais que me digam que os livros do Nicholas são clichês, mais me dá vontade de ler os livros dele. Sério, pra mim nada é igual. Por mais, que sempre tem que haver uma morte que vai te fazer chorar horrores, uma história triste até o casal conseguir ficar junto..qual livro do gênero romance isso não acontece? Então, se você assim como eu é uma Nicholete (essa foi ótima), vai amar mais esse livro do autor.

A história se passa em Edenton, na Carolina do Norte onde Denise que antes morava em Atlanta precisou de mudar para pequena cidade por causa dos custos altos que estava sofrendo em sua atual cidade. Denise é mãe solteira, por causa de um cara que não quis assumir seu filho, este que foi feito após uma noitada. E enquanto Denise revive toda sua vida dentro de um carro, pensando no seu passado, com seu filho Kyle atrás no banquinho, ela só lembra de abrir os olhos e ver tudo girando, cabeça latejando e um bombeiro bem à sua frente. 

Kyle? Foi a primeira coisa que ela pensou e tentando o máximo olhar para o banquinho, ele não estava lá. Para onde ele poderia ter ido? Estava escuro e ele era apenas uma criança. Contudo, Taylor; o bombeiro voluntário estava lá no exato momento do acidente e não iria deixar que Denise ficasse sem seu filho, e nem Kyle ficar sem sua mãe, porque ele sabia o quanto isso doía nele.

 As pessoas vêm e vão. Elas entram e saem da sua vida, quase como personagens de um livro. Quando você finalmente o fecha, os personagens continuam suas histórias e você recomeça outro livro, cheio de novos personagens e aventuras. Então se vê concentrando-se nos novos, não nos do passado.

Pg. 102

Assim começa a história, e a partir do acidente de Denise. Depois do ocorrido Taylor a encontra outras vezes e começam um relacionamento. Mas, Taylor tem alguns passados obscuros que o faz se afastar de pessoas que ama, sendo assim nenhum de seus relacionamentos dão certos. Seus amigos farão de tudo para que dessa vez dê tudo certo. 

No final do livro, o autor faz uma nota explicando o porque dele ter escrito, O Resgate. E saber que Kyle (filho de Denise) é um personagem cujo na vida real foi baseado no filho do Nicholas Sparks, é de emocionar. Ele é uma criança muito especial, e cada progresso dele, dá vontade de entrar nas páginas do livro e dá um beijinho, um abraço, pois é muito real. 

No mais, deixo para vocês lerem e tirarem suas conclusões.




segunda-feira, 13 de Outubro de 2014

Quando a dúvida bate: Jornalismo ou Publicidade?

Sem comentários:

Quem está no terceiro ano do ensino médio ou já terminou os estudos sabe muito bem a aflição que essa pergunta tem: "O que fazer de agora em diante?" Cursinhos, trabalhar, vestibulares, fazer o temido ENEM. Mas, que curso fazer? Qual curso eu vou me dedicar por 3 à 4 anos e atuar por toda a minha vida. Bem, é uma pergunta que já me fiz várias e várias vezes e até hoje estou um pouco perdida. 

O título do post se refere à Jornalismo e Publicidade porque são duas áreas que eu gostaria demais de trabalhar futuramente. Saiba mais sobre:

Jornalismo - São a procura e a divulgação de informações por meio de veículos de comunicação, como jornais, revistas, rádio, TV e internet. O jornalista é o profissional da notícia. Ele investiga e divulga fatos e informações de interesse público, redige e edita reportagens, entrevistas e artigos, adaptando o tamanho, a abordagem e a linguagem dos textos ao veículo e ao público a que se destinam. Senso crítico, capacidade de expressão, domínio do português e de técnicas de redação são fundamentais no exercício da profissão. Ele precisa dominar, também, os softwares de edição de textos e de imagens. 

Publicidade - O publicitário cria, realiza e divulga campanhas e peças publicitárias, procurando a melhor forma de apresentar um produto ou serviço ao consumidor e promover sua venda. Ele atua na elaboração de estratégias e inovações na área de comunicação, visando a obter melhoramentos na relação de empresas e instituições com a sociedade.
Fonte: Guia do Estudante

Perceberam um pouco da minha dúvida? São duas áreas ligadas e aos mesmo tempo distintas, amo o Jornalismo por causa da notícia, essa coisa de levar o desconhecido, o ocorrido para as pessoas é bem bacana, mas eu não gostaria de atuar diretamente, como por exemplos repórteres de TV, no meu caso, revista seria mais apropriado.  A publicidade tomou uma parte do meu coração por causa da criatividade, eu amo escrever e criar (o que é um ponto para jornalismo), não sei se ajudaria tanto no curso, mas eu tenho uma base para isso e no mais eu aprenderia assistindo as aulas.

Tenho certeza, que não é só eu que sofro com isso. Talvez você também esteja com dúvidas, Direito vs. Serviço Social, Arquitetura vs. Urbanismo, Moda vs. Belas Artes. Qual é a sua dúvida em relação a qual curso fazer? Me conta.





sexta-feira, 10 de Outubro de 2014

Decoração: Corujas

Sem comentários:
Imagem: Olhar 43
Se tem um animal que sou apaixonada depois dos cachorrinhos é a coruja, não me lembro ao certo como e quando passei a admirá-las, mas já tem bastante tempo. Talvez por causa desses olhões, ou da fofurice que elas transmitem. Só sei que o meu amor por elas aumentam a cada dia. E quando vejo algum detalhe que contenha coruja já fico toda animada querendo ter ou fazer (tatuagem). 

Para alguns povos a coruja tem o significado da sabedoria, inteligência, mistério e conhecimento. Ela consegue enxergar através da escuridão, enxergando coisas que os outros não vêem. A coruja consegue virar seu pescoço em até 270º para observar algo ao seu redor.

Inspire-se:




O que acharam dessa belezinhas? Apaixonantes não é mesmo, desejando esse 4º adesivo de parede com desenho de árvore e as tattoos só me servem de inspiração. Vocês gostam? Conte-me em detalhes. Ah, qualquer dia eu mostro minha coleção de objetos em corujinhas.








quinta-feira, 9 de Outubro de 2014

Resenha Literária #9: Amigos Inimigos

Sem comentários:

Só tenho a agradecer à querida Vanessa Martinelli por ter me enviado uma obra tão incrivelmente escrita e ótima de ser lida, poderia ter lido em um dia se não fosse meu serviço. Mas li em dois dias, entre idas e vindas no ônibus e posso dizer que amei. Amei os personagens, amei a história, amei o enredo, enfim, amei o livro todo.

Sinopse: Maria e Jack eram amigos quando criança. Daqueles que se dorme na casa e brinca das mesmas coisas. Mas eles cresceram e a idade esmoreceu a amizade. Tomaram direções opostas. Demais até. E você? Já teve um amigo-inimigo?

Autor:  Vanessa Martinelli
Editora: Novos Talentos
Páginas: 104
Ano: 2013
Comprar l Skoob



O livro retrata o dilema da pré-adolescência e suas fases. Temos a Maria, não correspondida pelo seu amor platônico Maurício, tem um irmão com quem briga com frequência, mas tem o carinho de qualquer irmão para irmão e vive com sua mãe, pois seu pai faleceu. Ah! E tem o Jack que ela odeia, mas que já foi seu amigo na infância. Complicado não? Mas, o garoto faz de tudo para se reaproximar dela o que a deixa mais irritada.

Suas amigas fazem a parte não só interessante como engraçada também, começando por Morgana, rica e maluquinha, além de ser irônica o que significa dar muitas risadas quando entra em cena, e ainda dá uma de cupido. Fofa! 



Patrícia, é a patricinha de Beverly Hills (Que escola não tem?), invejada por Maria. Não fala uma palavra com sentido, sempre desligada, seus amigos acabam tirando proveito disse fazendo algumas piadinhas com ela, apesar de Paty é uma ótima amiga. Camila, é a Nerd da turma que está passando por algumas dificuldades em casa que acaba atrapalhando sua educação escolar, e alimentar quando começa a ganhar muito peso. Claro, suas amigas estão sempre prontas a ajudar, e é uma das partes que mais me emocionei.

Pedro é o lado masculino da Camila, ou melhor sua metade, Nerd por natureza, amigo de todos e acaba rolando uma paquera entre ele e Camila, mas nenhum dos dois acaba realmente admitindo o que sente. Será que rola?


Maurício é o jogador da escola, querido por todas as menininhas, rico e esnoba à todos, sempre quer ser o melhor. Maria tem uma queda por ele, que o próprio acaba descobrindo e tira um pouco proveito da situação. Até que Jack aparece e não gosta nada do que esta acontecendo, a discussão entre os rapazes é frequente.  Jack, por sua vez é odiado por Maria e talvez amado por ela também. Suas mães se conhecem e por esse motivo cresceram juntos até se separarem. Jack é bonito, fofo, engraçado, e vai fazer Maria sair muito do sério até consegui-lá fazer sorrir.


Essa turma toda de Amigos e Inimigos acabam tendo que se juntar para fazer um trabalho escolar. Imaginem a confusão que isso vai dar, imaginaram? Multiplique por aprendizagem, companheirismo e muita risada.

Não conhecia muito bem o trabalho da Vanessa, mas ler esse livro me levou de volta aos meus 14, 15 anos. É uma leitura muito gostosa. Recomendo demais. A autora já me mandou o segundo livro, A Formatura. Já li e em breve resenha!




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...