quarta-feira, 27 de Agosto de 2014

Decoração: Papel de parede no Teto


Não é que elas saíram das paredes laterais e foram parar no teto? Isso mesmo. O papel de parede  é conhecido por deixar o ambiente simples e bonito sem precisar gastar latas e mais latas de tintas. E agora a tendência é expandi-las por todos os lados e ângulos. O que é bem interessante! 
Com as imagens logo abaixo é possível retirar várias inspirações, vejam só:




Então já sabem, né? Fica super lindo, reparem nas combinações de cores e estampas. Podem apostar!

Gostaram do novo lay? O SP voltou com tudo, t-u-d-o mesmo! ;*


quinta-feira, 14 de Agosto de 2014

Pensamentos vagos...


Ok, eu sei que você não tem nada a ver com isso, mas no momento em que escrevia este texto a música In Your Atmosphere do John Mayer tocava nos fones em meus ouvidos, me fazendo pensar em coisas, uma mistura lembranças boas com sentimentos ocultos. E a vontade de dar replay, replay e replay era instantânea pois a voz do John é suave, assim como a lembranças que passavam em minha mente foram boas de serem vivenciadas.

Mas, talvez as coisas devam acontecer para isso. Serem lembradas. Por mais que tenha sido bom, divertido, era preciso acabar para não perder o gostinho de quero mais sabe. Para acontecerem coisas novas, foi necessário a minha festa de 15 anos ter acabado, ter conhecido pessoas legais no ensino médio, ter me apaixonado umas cinquenta vezes por garotos que nem me davam bola e cem vezes pelo mesmo cara que me fez quebrar a cara. Ter tido amigos falsos que me fizeram compreender o quão valiosa deve ser uma amizade, e amigos verdadeiros que me ensinaram como é ter irmãos mesmo sendo filha única.

Sei lá, talvez essa música por mais que a letra não fale de amizades, ela foi uma das primeiras canções que ouvi do John e me apeguei, isso já faz muito tempo, e sim ela me faz refletir. Deve ser por causa da melodia melancólica dela, quem sabe...

Só sei que está tudo aqui dentro, uma mistura inexplicável de pensamentos vagos que vem e vão. 

Me desculpem demorar tanto à postar, mas esses dias estão bem corridos pra mim.

quinta-feira, 7 de Agosto de 2014

Resenha Literária #6: Manhã de Núpcias


Para terminar a nossa Maratona Literária, trago Manhã de Núpcias o penúltimo livro da família Hathaways. Meu coração aperta só em pensar que falta um livro para o término da série, aqui no Brasil -é claro- pois se não me engano ele já tem lançado em outros países. Então, neste livro a história é focada em Leo o irmão mais velho de Amélia, Win, Poppy e  Bea. 


Autor:  Lisa Kleypas
Editora: Arqueiro
Páginas: 265

Quando herdou o título de lorde Ramsay, Leo Hathaway e sua família passavam por um dos momentos mais difíceis de sua vida. Mas agora as coisas vão bem. Três de suas quatro irmãs já estão casadas, uma preocupação que Leo nunca teve consigo mesmo. Solteiro inveterado, ele tem uma certeza na vida: nunca se casará. 
Mas então a família recebe uma carta que pode pôr tudo isso em risco: se Leo não arrumar uma esposa e gerar um herdeiro dentro de um ano, ele perderá o título e a propriedade onde todos vivem. 
Solteira e sem pretendentes, a governanta Catherine Marks talvez seja a única salvação da família que a acolheu com tanto carinho. O único problema é que Leo não compartilha do mesmo afeto que suas irmãs têm pela moça. 
Para ele, Catherine é uma megerazinha cheia de opinião que fala demais. Apesar de irritá-lo e quase o levar à loucura, ela é a primeira – e única – mulher com quem ele considera se casar. 
Catherine, por sua vez, tem uma opinião igualmente negativa a respeito do patrão. Além disso, ela esconde alguns segredos do passado e um deles pode destruir a vida que tão cuidadosamente construiu para si. 
Agora Leo e Catherine precisam um do outro, mas para vencer as dificuldades e consertar as coisas eles terão que superar as turras e as diferenças, num romance intenso e sensual que só Lisa Kleypas poderia ter escrito.

Agora que herdara o título de seu parente mais próximo Lorde Ramsay ou Leo para a família, precisa resolver uma questão que a vida lhe deu o direito de pensar a respeito, o amor. Suas irmãs ao contrário estavam felizes em suas vidas de casadas, Win casada com Merripen, Amélia e Cam com seu bebê Ronan . Poppy com Harry em seu Hotel e Bea continua com seu amor aos animais que encontra ora feridos, ora correndo pela casa. O que Catherine, governanta da família não aprova. Dogder o furão de Bea ama pegar suas ligas e esconder pela Hamsay House à fora.  

Catherine Marks é o tipo de mulher que guarda segredos à 7 chaves, que é amada pelas irmãs Hathaways e odiada por Lorde Ramsey - Leo -. Conversar normalmente é impossível entre os dois, sempre tem que haver brigas e discussões. Catherine, cresceu ao lado de uma mulher que não tinha a melhor vocação para ser mãe, que traíra seu pai, morreu e depois disso foi jogada para a sua vó que nada mais é do que uma dona de bordel juntamente com a filha Althea. Envolvida neste clima de prostíbulo, era claro que ela iria ser a próxima geração da sua família a levar o negócio adiante, mas não é isso que uma menina de 15 anos queria para si. Mesmo assim, Cat foi vendida para um homem chamado Lorde Latimer e o graças ao seu meio-irmão a ajuda chega antes que o ato seja consumado.

 - Eu não dormi com a Srta. Marks. Ainda não - disse Leo, carrancudo. - Mas, nesse ritmo dormirei até o fim da semana. Parece que não consigo me conter. - Ele ergueu os olhos para o céu. - Senhor, por favor, me castigue. - Diante da ausência de qualquer reação do Todo-poderoso, Leo bebeu um gole de conhaque. A bebida desceu pela garganta como uma torrente de fogo suave.

Leo, começa a se atrair por Catherine, por mais que ela seja uma mulher magra, que usa óculos e com muito a esconder não só por baixo das camadas de vestido, mas também pelo jeito dela agir. Ele esconde o fato de que a governanta começa a mexer com ele e com seus sentimentos. Mas, é uma carta que chega a casa da Ramsay House que deverá mudar essa situação, ou Leo se casa o mais rápido possível - e quebra uma maldição de nome - e gera um herdeiro ou sua família estará no olho da rua. E eles precisarão um do outro para encarar a realidade entre eles.

E chega ao fim, a nossa maratona. Com o livro que depois de Desejo à meia-noite tornou-se meu favorito da série, não sabia que Leo podia mudar tanto da água pro vinho e fazer o que ele fez com Cat. Depois da morte de sua noiva Laura, só um amor arrebatador para curá-lo totalmente. E é isso que Cat faz, mostra que a diferença entre eles pode se tornar em um amor lindo e verdadeiro.

Que venha Paixão ao entardecer...







quarta-feira, 6 de Agosto de 2014

Resenha Literária #5: Tentação ao pôr do sol



Os Hathaways que como sempre tem uma boa história para contar, tem brigas, confusões, reconciliações, segredos e descobertas. E essa grande família está de volta em Tentação ao Pôr do Sol. Dessa vez vamos conhecer mais sobre Poppy e suas desilusões amorosas. E pra quem está chegando agora o blog está em uma Maratona Literária dos livros da Lisa Kleypas, mas apropriadamente a série Os Hathaways da autora e estamos no terceiro livro. Acompanhe!





Autor:  Lisa Kleypas
Editora: Arqueiro
Páginas: 272
Comprar l Skoob



Poppy Hathaway está em Londres para sua terceira temporada de eventos sociais. Como nos dois anos anteriores, ela se hospedou com a família no hotel Rutledge. E, como nos dois anos anteriores, tudo indica que retornará a Hampshire sem ter encontrado um pretendente com quem se casar.Apesar de ser extremamente bonita e gentil, Poppy tem duas grandes desvantagens em relação às outras moças: sua inteligência deixa muitos homens acuados e o fato de vir de uma família tão pouco convencional faz com que os melhores partidos nem sequer a abordem.Mas o destino a coloca no caminho de Harry Rutledge, um homem de passado triste, que venceu na vida por conta própria e aprendeu a encarar tudo como um negócio. O dono do hotel não ama ninguém, confia em poucos e manipula todos. Porém, mesmo sendo tudo o que Poppy nunca almejou, ela não pode negar o fascínio que sente por ele.Quando Harry conhece Poppy, é tomado pelo desejo. Ele imediatamente tem a certeza de que a jovem será sua – e, para o bem ou para o mal, não mede esforços para que isso aconteça.Mas fascínio e desejo não serão suficientes para construir sua história, sobretudo quando uma traição põe em jogo as bases do relacionamento. Agora, é entre quatro paredes que eles tentarão resolver problemas e anular diferenças, num romance sensual em que seu futuro juntos pode mudar a cada toque, cada encontro, cada descoberta.


Poppy Hathaway, está na sua terceira temporada de eventos social em Londres, na verdade está na sua terceira caçada à um marido. Mas, Poppy não é como qualquer garota que só quer um ricaço, ter filhos e boa vida. Ela é diferente, quer amar, ser amada, entendida e cuidada. E por causa de alguns problemas da sua família e pelo seu jeito de ser, as coisas nunca saem como o planejado. Mesmo assim, ela consegue conhecer uma pessoa que possa fazê-la feliz, até que aparece o Srº Rutledge.

Dono do Hotel onde a Família Hathaway está hospedada, Harry é um cara fechado, com um passado sofredor, que não sabe o que é sentimento, e tem tudo o que quer. Tudo mesmo. Até se apaixonar por uma mulher e tirá-la de um homem. Vilão? Talvez.  Mas, Harry tem seus motivos para ser o homem que é e conseguir conquistar o coração de Poppy.

Acha que pode dizer que é um bom homem, Harry?-Não - disse finalmente - No conto de fadas que mencionou ontem à noite, eu provavelmente seria o vilão. Mas é possível que o vilão a trate melhor do que o príncipe encantado teria tratado. 

Lisa Kleypas, é uma autora que me cativa de livro em livro, esse é o terceiro livro da série os Hathaways, o próximo é Manhã de Núpcias que é o quarto e já acabei de ler e amanhã, estará aqui no #SP. Tentação ao Pôr do Sol me leva novamente a sentar com essa grande família. Como sempre parece que estou conversando e tomando café com  eles e ajudando à tramar seus planos,  enquanto leio seus falas. E mais uma vez  meus personagens preferidos estão presentes, Cam e Amélia. Recomendo para quem gosta de romance de época com uma pitada hot e humor.




terça-feira, 5 de Agosto de 2014

Resenha Literária #4: Sedução ao amanhecer!



Continuando nossa maratona da série Os Hathaways, trouxe para vocês Sedução ao Amanhecer. E concordo com outras críticas sobre a continuação mais fofa, doce, amarga e incrível de um romance de época. Lisa nos convida a conhecer dessa vez Merripen e Win, sem deixar é claro toda a família Hathaway de lado. Vem comigo!

Autor: Lisa Kleypas
Editora: Arqueiro.
Páginas: 242
Comprar l Skoob

                  
O cigano Kev Merripen é apaixonado pela bela e bem-educada Win Hathaway desde que a família dela o salvou da morte e o acolheu, quando era apenas um menino. Com o tempo, Kev se tornou um homem forte e atraente, mas ainda se recusa a assumir seus sentimentos por medo de que sua origem obscura e seus instintos selvagens prejudiquem a delicada Win. Ela tem a saúde fragilizada desde que contraiu escarlatina, num surto que varreu a cidade. Sua única chance de recuperação é ir à Franca, para um tratamento com o famoso e bem-sucedido Dr. Harrow. Enquanto Win está fora, Kev se dedica a coordenar os trabalhos de reconstrução da propriedade da família, em Hampshire, transformando-se num respeitável administrador, mas também num homem ainda mais contido e severo. Anos depois, Win retorna, restabelecida, mais bonita do que nunca... e acompanhada por seu médico, um cavalheiro sedutor que demonstra um óbvio interesse por ela e desperta o ciúme arrebatado de Kev. Será que Win conseguirá enxergar por baixo da couraça de Kev o homem que um dia conheceu e tanto admirou? E será que o teimoso cigano terá coragem de confrontar um perigoso segredo do passado para não perder a mulher da sua vida?


Os lábios delicados exibiram um sorriso doce, delicioso.
– Menino tolo. É claro que ficarei. Vim para visitá-lo.
Os dedos dele se afrouxaram devagar. Ele esperava vê-la fugir, mas a menina ficou.
– Deite-se – disse ela. – Por que está vestido tão cedo? – Ela arregalou os olhos. – Oh. Não deve partir. Não até estar bem.”
E ele jamais partiu. Jamais pode. Já a amava, tão dolorosamente, mesmo antes de conhecê-la.

Após o casamento de Amélia e o cigano Cam Rohan, toda a família Hathaway agora está em busca de uma salvação para a cura de Win que desde que pegou escarlatina tem a saúde fraca e fragilizada, por esse motivo Lorde Ramsey ou Leo juntamente com Win viajam para França afim de que a saúde de sua irmã através do famoso  Drº Harrow seja estabilizada. Porém, o que muitos tentam saber e desconfiam é que Kev Merripen - o cigano que fora encontrado no lago da casa dos Hathaways quando mais novo, abandonado por sua tribo e desde então vive com eles em modo de gratidão e por algo à mais - não gosta nada desse assunto, se Win precisava de ajuda, Londres teria a ajuda. Mas, não era bem assim.

"Kev a amava. Não como descreviam os romancistas e poetas. Nada tão domesticado. Amava Win além da terra, do céu ou do inferno. Cada momento longe dela era agonia; cada momento com ela era a paz que jamais conhecera. Cada toque daquelas mãos nele lhe devorava a alma. Kev teria se matado antes de admitir tudo isso a alguém. A verdade estava enterrada fundo no seu coração."

Kev também esconde um segredo, desde o acidente em  Hampshaire na Ramsey e o descobrimento de sua idêntica tatuagem ao do Cam, há alguma ligação entre os dois e Cam não irá descansar até descobrir o que dois ciganos em uma família de gadje (não-ciganos) poderiam ter em comum.

Win volta da França após vários tratamentos com o Drº Harrow, e muito bem, com a melhora da saúde não vê a hora de encontrar suas irmãs Amélia, Poppy e Bea e claro Kev, sem saber que o iria encontrar totalmente mudado, feroz, não o mesmo homem que tinha deixado e partido, mas um anjo severo, pronto à atacá-la. Sabendo que tinha outro pretende à espreita, Kev sabia que a maldição que estava sobre ele o impediria de ficar com Win, mas ela era só dele..somente dele.

O livro é incrível do começo ao fim, Keila deixa de lado a atração de Amélia e Cam (que por sinal, estão uns fofos nesse livro) e dá lugar ao amor desesperado de Win e Merripen. Tenho que dizer que muitas vezes Merripen me deu raiva, queria que Win desse um fora nele bem dado, pois a história de que "se não é meu, não vai ser de ninguém" já estava me irritando. Mas, que amor feroz não é assim? As meninas Poppy e Bea foram apresentadas a sociedade e estão meia que decepcionadas, o que é bem legal na narrativa, Leo está bem melhor do que no último livro que  fiquei um tanto impressionada. Quanto ao restante, deixo vocês com água na boca, vale muito a pena ler.